Condicionadores

O condicionador de cabelo é uma associação de diversos produtos que apresentam características que complementam o tratamento do cabelo. São os produtos a serem utilizados após a lavagem dos cabelos e são constituídos basicamente por:

  • Tensoativo Não-iônico
  • Tensoativos catiônicos (quaternários de amônio – Cloreto de cetiltrimetilamônio)
  •  Agentes lubrificantes (óleos, álcoois graxos, lanolina, silicones)
  •  Aditivos (vitaminas)
  •  Fragrâncias
  •  Estabilizantes (EDTA, espessantes, conservantes)
  •  Veículo: água.

a. O efeito condicionador se baseia na deposição ao longo da superfície dos cabelos, dos componentes catiônicos e graxos resistentes ao enxágüe subseqüente.

b. Alguns tipos de cabelos, como os mais ressecados, tendem a uma aparência sem vida, tornando-se ásperos e quebradiços, ficando patente a necessidade de suprir-se uma deficiência natural de gordura com o emprego de condicionadores.

c. Também, o rápido crescimento destes produtos, se deve ao aumento de tratamentos químicos e então à necessidade de tratar-se os cabelos danificados ou enfraquecidos.

d. Além do aspecto reposição graxa, o condicionamento está baseado na concepção de substantividade, ou seja, na absorção de ingredientes capazes de modificar as propriedades superficiais e estruturais do cabelo. Tal característica se explica pelo fato do fio do cabelo que é formado por queratina adquirir carga negativa após tratamentos químicos, vento, exposições solares etc. Os agentes catiônicos, por neutralizarem as cargas negativas, são capazes de dar maleabilidade, maciez e volume aos cabelos.

Funções e Requisitos Desejados aos Condicionadores:

  •  Manter a aparência dos cabelos atraente e saudável;
  •  Ser de fácil aplicação e enxágüe;
  •  Ser adaptado ao tipo e condição do cabelo;
  •  Proporcionar boa penteabilidade a úmido e a seco;
  •  Ser suave, não tóxico, não irritante;
  •  Deixar os cabelos desembaraçados, com brilho, maciez, volume e maleabilidade;
  •  Não causar a formação de carga estática;
  •  Ter fragrância agradável com boa expansão e fixação;
  •  Ser estável durante o período de validade;
  •  Não ser susceptível a contaminação microbiológica;
  •  Ter boa relação custo/benefício;
  •  Ter pequena quantidade de espuma; Ph de 3,8 a 4,5.
  •  Ter viscosidade adequada; Ter baixa irritabilidade a pele, olhos e ao cabelo;
  •  Importante na proteção contra radiação UV e produção de vit. D na epiderme;
  •  Excelente via de administração de fármacos