Lição 8 – Envelhecimento

envelhecimento O envelhecimento é um processo fisiológico natural, uma grande variedade de alterações que ocorrem no organismo ao longo do tempo. Este processo se inicia desde o momento em que o óvulo é fecundado, e nunca para, já que nosso corpo está envelhecendo a cada segundo que passa.

Os radicais livres (grandes causadores do envelhecimento), são moléculas instáveis que quando tentam se equilibrar (para se tornarem estáveis), procuram moléculas vizinhas para “roubar” elétrons, fazendo com que a estrutura celular seja afetada. A formação de radicais livres em nosso organismo ocorre continuamente. Porém os radicais livres também são produzidos devido a fatores externos, como: álcool, cigarro, poluição, radiação, má alimentação, etc.

Devido à falta de tempo, ao estresse e às tensões, hoje em dia muitas pessoas acabam sofrendo as consequências e contribuindo com o aparecimento de radicais livres no organismo, principalmente pela alimentação rica em gorduras e açúcares. Para ajudar a combater os radicais livres, precisamos de antioxidantes. Já temos antioxidantes naturais em nosso corpo, como: superóxido dismutase, catalase e glutationa. Mesmo assim, nem sempre é o suficiente para combater os radicais livres (que às vezes são produzidos em excesso).  Por isso a importância de uma alimentação rica em nutrientes, como frutas, verduras, cereais integrais, que são antioxidantes. Além disso, a vitamina C, vitamina E, vitamina A e betacaroteno são excelentes antioxidantes.

envelhecimento2

A pele, que é considerada o maior órgão do corpo, é a nossa “capa protetora”, e um de seus objetivos é proteger o corpo de agentes externos.

O envelhecimento é causado por diversos fatores, que são classificados como: intrínseco e extrínseco.

Intrínseco: também conhecido como “envelhecimento cronológico”, este é o envelhecimento natural e já esperado, que acontece devido ao tempo.

Extrínseco: é causado por fatores ambientais, principalmente pelo sol, por isso é chamado também de fotoenvelhecimento. Além do sol, a poluição, o fumo e a má alimentação são fatores extrínsecos. As alterações surgem a longo prazo.

O excesso de sol, stress, má alimentação e sedentarismo são fatores que aceleram o envelhecimento.

Algumas das características da pele envelhecida são: rugas, perda de luminosidade, flacidez, ressecamento e afinamento da pele, alterações na coloração da pele, etc.

Graus do Envelhecimento

Grau I: pele jovem, sem alterações dermoepidérmicas; essencial a manutenção e prevenção.

Grau II: neste grau, o fotoenvelhecimento é de precoce a moderado; as linhas paralelas do sorriso começam a aparecer; as ceratoses (área elevada e áspera) não são visíveis, mas são palpáveis; leves manchas começam a aparecer.

Grau III: neste grau, a pele sofre alterações dermoepidérmicas; tem flacidez; falta de oleosidade; rugas e desnutrição;

Grau IV: neste grau, o fotoenvelhecimento é intenso; o tom da pele pode alterar para amarelo-acinzentado; a pele fica totalmente enrugada; lesões cutâneas. Não é indicado o uso de maquiagem, pois pode “rachar” e a pele ficar com um aspecto de “craquelada”.

Lembrando que o melhor jeito de prevenir o envelhecimento é cuidar da alimentação, evitar o estresse, hidratar a pele, tomar bastante água diariamente, praticar exercícios físicos, dormir bem e principalmente, NUNCA esquecer de utilizar o filtro solar!

*Este curso tem como objetivo ser apenas informativo, assim, não dá habilitação para o aluno praticar a profissão.